Uruguaiana
Jornal de Hoje

IICP mantem alta mesmo com queda na taxa cambial

03 Dezembro 2018 14:52:00

Gabriela Barcellos

Com o intuito de contribuir com a compreensão da evolução dos custos de produção e também dos preços recebidos pelo produtor rural do Rio Grande do Sul, o Sistema Farsul divulga mensalmente dois índices de inflação relacionados ao setor: o Índice de Inflação dos Custos de Produção (IICP) e o Índice de Inflação dos Preços Recebidos pelos Produtores Rurais (IIPR). O primeiro visa apurar a variação no custo de produção e o segundo apurará as variações dos preços recebidos pelos produtores.


IICP

O resultado do IICP em outubro e suas comparações com o IPCA mostra que a elevação do IICP desacelerou, registrando inflação de 0,67%. O principal fator para o aumento dos custos, apesar da queda da taxa de câmbio registrada neste mês, é o a valorização sazonal dos preços dos fertilizantes e herbicidas resultante da forte demanda no período.

No acumulado no ano e em 12 meses o IICP também apresentou aumento, de 11,47% e 12,65%, respectivamente. À estas variações se atribui o aumento da taxa de câmbio, que valorizou 18% nos últimos 12 meses.


IIPR

Já o IIPR reduziu 0,66% em comparação com o IPCA, estimulado principalmente pela queda da taxa de câmbio. No acumulado no ano e em 12 meses o IIPR também apresenta valorização, de 23,40% e 28,04%, respectivamente

Comparando IICP acumulado em 12 meses com o IPCA, percebemos que ambos estão aumentando, porém, o IICP inflaciona mais que o IPCA: 12,65% ante a valorização de 4,56% do IPCA. Em relação ao IIPR, mais uma vez conseguimos perceber que não existe relação de curto prazo entre o IIPR e o IPCA Alimentos, uma vez que o primeiro está em trajetória de aumento desde março deste ano, e o outro veio a apresentar aumento pela primeira vez no ano em junho, depois de alguns meses de que

Jn-CIDADE-selo-M&M.jpg

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados | Suita Sistemas.