Uruguaiana
Jornal de Hoje

Maggi lança Plano Agro + Mulher durante seminário internacional

30 Novembro 2018 17:30:00

Objetivo é consolidar a participação da mulher na atividade agropecuária. Vinte por cento de dirigentes do setor são do sexo feminino.

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, assinou na terça-feira, 27/11, a portaria que cria o Plano Agro + Mulher. O objetivo da ação é estimular ações que promovam a igualdade entre homens e mulheres, de modo a proporcionar a dignidade e a autonomia da mulher e contribuir para o desenvolvimento econômico e social do país.

O Ministro lembrou que tem uma filha dedicada à atividade e disse que "dá muita alegria ver que as mulheres estão trabalhando nesse setor". "Hoje, damos mais um passo no caminho da construção de um cooperativismo mais robusto e mais atuante, com a presença, cada vez mais forte, da mulher brasileira", destacou a coordenadora do Departamento de Integração e Mobilidade Social da SMC/Mapa, Vera Lucia de Oliveira Daller.  O plano visa estimular o desenvolvimento sustentável das diferentes cadeias produtivas, das cooperativas agropecuárias, das agroindústrias rurais, do acesso aos mercados nacional e internacional e de todos os segmentos envolvidos. As mulheres são 51,5% da população brasileira, segundo o Censo Agropecuário de 2017 do IBGE, e estão cada vez mais presentes na produção rural. De cada dez dirigentes do agronegócio, duas são mulheres.

Vera Lúcia observa que estão sendo criados instrumentos para que mais mulheres sejam capacitadas para a gestão do agronegócio. "Com o conhecimento, serão multiplicadoras em gestão cooperativa, propriedade rural, sistemas de produção e da qualidade dos produtos ofertados ao mercado, com foco na segurança alimentar e no plantio correto", afirmou.

As ações para alcance dos objetivos do novo Plano serão de responsabilidade da Secretaria de Mobilidade Social, do Produtor Rural e do Cooperativismo, tendo como órgão consultivo o Comitê de Políticas Públicas para Mulheres e de Gênero do Mapa. "Conheço muitas mulheres, que ficaram viúvas muito cedo, se tornaram vítimas de alguns processos, mas tocam a agricultura com tanto conhecimento, com tanta vontade, com tanta paixão quanto os maridos tinham", disse Blairo Maggi em seu discurso na abertura do Seminário Internacional Gênero e Cooperativismo, onde assinou a portaria.

O ministro afirmou que se trata de uma atividade de risco, ressaltou a importância de políticas públicas voltadas para o setor e a satisfação que proporciona o produtor. "Nós vamos colher belos frutos. O Brasil deve consolidar a posição de líder mundial da área de produção de forma sustentável, socialmente justa. E que possamos todos participar desse processo ou na ponta da produção, nos serviços, no meio, na distribuição. O alimento que produzimos é combustível para a vida".

Também foi lançado o site Agro+ Mulher (http://www.agricultura.gov.br/agro-mulher/), que reúne informações para o público feminino, como projetos, ações e atividades, eventos, legislação, publicações, vídeo produzido pela Embrapa sobre as mulheres de cafés do Brasil, entre outros, e apresentado o painel do Censo do Agro 2017.

Jn-CIDADE-selo-M&M.jpg

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados | Suita Sistemas.