Uruguaiana
Jornal de Hoje

O Grande Circo Místico é o indicado brasileiro para concorrer a vaga no Oscar

13 Setembro 2018 14:04:00

Larissa
Foto: Divulgação
Dirigido por Cacá Diegues, o Grande Circo Místico conta a história de cinco gerações de uma mesma família proprietária do circo

O Grande Circo Místico, de Cacá Diegues, é o longa-metragem brasileiro que concorrerá a uma das vagas entre os cinco indicados ao prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira do Oscar 2019, que será realizado no dia 24 de fevereiro, em Los Angeles (EUA), pela Academy of Motion Picture Arts and Sciences. O anúncio foi feito na última terça-feira, 11/9, pela Comissão Especial de Seleção, indicada pela Academia Brasileira de Cinema (ABC), em evento na Cinemateca Brasileira, em São Paulo.

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, destacou a importância de o filme ter sido escolhido pela ABC, o que ocorre desde 2017. "Considero importante que o setor audiovisual escolha o filme, e não o governo. Estar no Oscar é interessante do ponto de vista da divulgação internacional do filme escolhido e da valorização do setor audiovisual brasileiro", destacou.

"O mundo está precisando de um pouco de poesia, de magia, e o filme do Cacá traz isso para nós, nossa brasilidade, a música brasileira, a alegria do brasileiro. Precisamos de poesia, então todos os membros da comissão acreditam que foi uma boa escolha", afirmou a produtora Lucy Barreto, presidente da Comissão Especial de Seleção. Para a atriz Bárbara Paz, além "da beleza e da poesia musical, a mensagem de esperança foi determinante para a escolha da obra".


Cinco gerações devotadas ao circo

O longa conta a história de cinco gerações de uma mesma família proprietária do circo. Da inauguração do Grande Circo Místico, em 1910, até os dias de hoje, o público pode acompanhar, com a ajuda de Celavi, mestre de cerimônias que nunca envelhece, as aventuras e amores da família Kieps, do seu auge à sua decadência, até o surpreendente final. Durante todo o tempo, o filme mescla realidade com fantasia em um universo místico.

"O filme se refere diretamente à cultura brasileira. Está com boas críticas internacionais, está com uma distribuidora internacional, nos Estados Unidos, e isso conta muito também. É uma grande produção", destacou Lucy Barreto.

O secretário do Audiovisual do MinC, Frederico Mascarenhas, disse que o Ministério empregou todos os esforços para que o anúncio fosse feito no dia de hoje e para que a Comissão fizesse a seleção. Ele ainda informou que o Ministério investirá R$ 200 mil para a circulação do filme.

A Globo Filmes, produtora do longa, tem até 1º de outubro para enviar à Academy of Motion Picture Arts and Sciences uma cópia em 35mm ou 70mm, juntamente com os demais documentos estabelecidos no edital do concurso. Até o momento, 35 países já indicaram suas produções para concorrer à categoria de melhor filme estrangeiro. O anúncio final dos indicados ao Oscar será no dia 22 de janeiro de 2019.

Imagens

Jn-CIDADE-selo-M&M.jpg

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados | Suita Sistemas.