Uruguaiana
Jornal de Hoje

PET Fisioterapia

Acadêmicos da Unipampa levam poesias para as ruas de Uruguaiana

05 Julho 2019 17:01:00

Foto: PET Fisioterapia

Buscando integrar a Universidade Federal do Pampa (Unipampa) com a comunidade, o Programa de Educação Tutorial (PET) - Fisioterapia, do Campus Uruguaiana, possui atualmente projetos de ensino, pesquisa e extensão.

Com a proposta de espalhar a poesia pela cidade, divulgando, principalmente para quem não tem acesso, nasceu o projeto Ponto Poético. Os textos são colocados em árvores, pontos de ônibus, grades ou muros, para que as pessoas passem, se interessem e leiam as poesias expostas. Pontos como o Parcão e a Praça Barão do Rio Branco abrigam os textos, de, pelo menos, dez poetas, como Manoel de Barros, Cecília Meireles, Mário Quintana, entre outros.

A iniciativa começou em 2018, no ponto de ônibus localizado na Unipampa Uruguaiana. Agora, a ação do PET já se expande para outros pontos da cidade, como os locais de maior movimento. O projeto de extensão conta com a participação de 13 estudantes, que escolhem os poetas e as poesias, definem os locais de exposição, a preparação do material e por fim, a fixação do material nos locais pré-definidos. O coordenador do PET - Fisioterapia, professor Franck Maciel Peçanha, acredita que essas ações auxiliam o acesso da população a literatura: "creio que no Brasil temos carência de acesso à arte e com essa atividade procuramos expor as pessoas a algo ao qual raramente estamos expostos que é a poesia", destaca.

De acordo com Peçanha, a intenção é expandir o projeto no segundo semestre, onde a iniciativa irá disponibilizar mostras nas escolas do município, além da distribuição em diferentes bairros da cidade. O rodízio de locais busca atingir o maior número possível de pessoas, com exposições por curtos períodos de tempo. Nesta etapa, a ação deve iniciar as exposições também em bairros mais periféricos de Uruguaiana. Segundo o coordenador, "a exposição aos diferentes tipos de arte é essencial para a formação do indivíduo. Além disso, a poesia pode provocar muitas sensações, sentimentos e reflexões".

Não há critério definido para a escolha dos locais de exibição das poesias, visto que o Ponto Poético visa atingir toda a comunidade uruguaianense. As poesias que são tiradas dos seus pontos pela comunidade são repostas, mantendo cada espaço selecionado pelo grupo com dez poesias de diferentes poetas. Para Franck, tirar as poesias dos seus locais de mostra não é considerado vandalismo: "algumas pessoas são tomadas de paixão pela poesia que acabam de ler e tentam eternizar o que sentem levando a poesia", finaliza.


Jn-CIDADE-selo-M&M.jpg

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados | Suita Sistemas.