Uruguaiana
Jornal de Hoje

Encontro discute segurança nas escolas

11 Maio 2019 00:00:00

Casos envolvendo ameaças de adolescentes a educandários de Uruguaiana, principalmente na internet, via redes sociais, levaram a Semed a montar uma programação para que diretores de escolas possam se preparar a possíveis situações em torno do assunto.

Foto: Ascom/PMU

Casos envolvendo ameaças de adolescentes a educandários de Uruguaiana, principalmente na internet, via redes sociais, levaram a Secretaria Municipal de Educação (Semed) a montar uma programação para que diretores de escolas possam se preparar a possíveis situações em torno do assunto.

Uma série de palestras foi realizada na tarde da última quinta-feira, 9/5, buscando levar a orientação aos representantes de escolas que foram até o Salão de Atos da Semed. O secretário municipal de Educação, Emerson Barreto Ortiz, disse que é necessário que as direções dos educandários estejam preparadas para lidar com possíveis ameaças. "Um primeiro encontro já havia sido desenvolvido no mês passado, já proporcionando aos professores informações importantes sobre o tema", esclarece. "Por isso, preparamos uma nova jornada de esclarecimentos para que o tema fosse abordado por profissionais da área da segurança, que estão aptos para levarem às suas experiências a fim de minimizar possíveis situações que podem vir a ocorrer", ressaltou.

Na tarde de quinta-feira estiveram presentes representantes da Brigada Militar, Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito, Polícia Civil e Polícia Federal. Cada um dos órgãos abordou, por meio de depoimentos, informações atualizadas em torno dos fatos ocorridos em Uruguaiana e as ações tomadas a partir das ocorrências. O capitão Ricardo Grunner, da Brigada Militar, expôs todo o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Corporação em Uruguaiana, principalmente sobre o Proerd, Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência que tem como base o DARE, foi criado em conjunto com o Departamento de Polícia da cidade de Los Angeles, Estados Unidos, e adaptado à realidade brasileira, assim como em outros 57 países. Além disso, Grunner repassou dados sobre o desenvolvimento do trabalho da Patrulha Escolar, que vem alcançando ótimos resultados.

Já o secretário adjunto de Segurança e Trânsito, Roberto Cabreira dos Santos, explicou que é importante que a cada possibilidade de que um ataque possa vir a ocorrer, que os responsáveis pelos educandários possam entrar em contato com os órgãos de segurança para que sejam tomadas as devidas providências. "Por isso temos um canal direto de comunicação com todos, por meio do telefone 153", lembrou.

A delegada da Polícia Federal, Ana Gabriela Becker, salientou a preocupação do órgão quanto às ocorrências relatadas, envolvendo adolescentes. A fala da Delegada enfocou principalmente as boas práticas nos delitos que provocam terror social ou generalizado.

Conforme o secretário Emerson, novas palestras serão desenvolvidas para que o tema seja enfocado e situações de prevenção sejam trabalhadas com eficácia. 

Jn-CIDADE-selo-M&M.jpg

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados | Suita Sistemas.