Uruguaiana
Jornal de Hoje

Equipe da Semiur encontra feto no lixo na Marduque

06 Agosto 2018 14:30:00

Gabriela Barcellos

Um feto foi encontrado em meio ao lixo, no bairro Mascarenhas de Moraes, na tarde de quinta-feira, 2/8. A descoberta foi feita por uma equipe da Secretaria de Infraestrutura Urbana e Rural, que realizava uma limpeza no local.

O fato foi comunicado ao secretário de Segurança, Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana, José Clemente Corrêa, que acionou a Polícia Civil. Em regime de plantão, o caso foi atendido pela delegada Caroline Huber, que acionou a perícia, de Santana do Livramento, que realizou levantamento do local. O corpo, já em decomposição, foi encaminhado à necropsia, em Alegrete.

De acordo com a Delegada, ainda não há o resultado oficial da necropsia, mas o médico legista confirmou tratar-se de um menino, com 24 semanas. Pelos indícios no corpo, já estava no local há dias e apresentava lesões, com partes do corpo faltando, possivelmente por ataque de animais. Alguns exames não foram possíveis por conta da quantidade de sangue. Foi possível a extração de apenas uma pequena quantia, em razão do estado de decomposição. "O mais importante para nós, no momento, é que o exame dos pulmões, que é realizado para determinar se ele chegou a respirar, deu negativo, ou seja, ele nasceu morto, o que descarta um homicídio", explica a Delegada.

No entanto ainda não é possível descartar crime de aborto. A investigação está sendo realizada pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). A mãe do feto ainda não foi identificada e esta é a prioridade da Delegacia no momento. Foram solicitados exames toxicológicos e de alcoolemia, entre outros, que visam identificar se o aborto ocorrera de forma espontânea ou fora provocado.  "Em caso de ter sido provocado, a mãe responderá por aborto", explica Carolina.

Jn-CIDADE-selo-M&M.jpg

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados | Suita Sistemas.