Uruguaiana
Jornal de Hoje

Santa Casa adere ao protesto do Simers e neutraliza críticas à administração

10 Agosto 2018 13:48:00

Larissa
Foto: Jairo Souza/JC

Funcionários do Hospital Santa Casa de Caridade de Uruguaiana vão paralisar por 24h na próxima segunda-feira, 13/8, a partir das 8h. A mobilização foi decidida depois que os médicos anunciaram a medida, que foi tomada em assembleia do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), na última quarta-feira, 8/8, na sede do hospital. Os atendimentos eletivos serão suspensos, mas os setores de urgência e emergência estarão funcionando normalmente.

Após a decisão do Simers, a direção do hospital decidiu fazer uma mobilização e convocar todos os setores da instituição e a comunidade. De acordo com a assessoria do hospital, os profissionais estarão explicando para a comunidade sobre as demandas e serviços do local.

A mobilização tem o objetivo de alertar a população sobre a crise financeira que atinge o hospital. De acordo com o Simers, há falta de insumos para o exercício da medicina, escassez de profissionais e as remunerações não estão sendo pagas há mais de seis meses. Neste ano, segundo a administração, somente 50% do salário de maio foi depositado. Os médicos reforçaram que a situação é insustentável, mas em nenhum momento haviam tomado a decisão de paralisar o atendimento.

Antes da assembleia do Simers, o administrador da Santa Casa, Fernando Siqueira, falou aos médicos que uma das possíveis soluções para ajudar a sanar as dívidas da instituição está em um empréstimo que deverá ser obtido na Caixa Econômica Federal ainda em agosto. O valor faria parte de uma nova fonte de recursos que o governo federal deverá anunciar semana que vem. No entanto, os recursos somente chegariam à Santa Casa no último trimestre do ano. Ele também informou que a negociação permitiria o pagamento apenas de parte da dívida com os médicos. "Não conseguiremos pagar todas as dívidas em apenas uma única operação. Precisaremos ainda de outras alternativas", afirmou Siqueira.


Salários

A administração do hospital informou ontem à tarde, 9/8, que quitou a folha salarial e férias dos funcionários referente ao mês de junho de 2018.

De acordo com o Sindisaúde, ainda falta parte do pagamento dos salários de março e abril e 100% da folha e férias de julho.

Imagens

Jn-CIDADE-selo-M&M.jpg

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados | Suita Sistemas.